Bárbara Rocha Apaixonada por Desenvolvimento Pessoal e Cultura Pop, tem como principal objetivo contribuir com o crescimento das pessoas com informações livres e análise crítica.

Prova Rede Sarah Enfermagem: tudo o que você precisa saber sobre como estudar inglês

5 min read

Concurso Rede Sarah: Tudo o que você precisa saber sobre como estudar inglês para os cargos de enfermagem

Sabemos que falar mais de um idioma, hoje em dia, abre muitas portas no mercado de trabalho. Cada vez mais as bancas de concurso têm valorizado as línguas estrangeiras e cobrado conhecimentos específicos acerca delas e na prova da Rede Sarah isso não é diferente.

O inglês é uma das principais línguas estrangeiras. Considerada uma língua oficial e internacional no mundo profissional. Dessa maneira, para facilitar a comunicação e expandir a aprendizagem, muitos artigos científicos vêm escritos nesse idioma e é aí que o inglês adentra nos concursos.

Continua comigo que eu vou te explicar como você pode estudar inglês para os cargos de enfermagem!

Estudando antes da prova da Rede Sarah

No estudo da língua inglesa existem quatro tipos de aprendizagem:

  • Speaking – Pronúncia
  • Listening – Compreensão auditiva
  • Reading – Leitura
  • Writing – Escrita

Contudo, é preciso ter em mente que, nas provas de concurso, o inglês cobrado não é o mesmo que você estuda para aprender a se comunicar e sair viajando mundo afora. Os objetivos para cada um deles são diferentes.

Geralmente, em concursos, a cobrança do conhecimento da língua é bem específica e não envolve habilidades do speaking (falar e pronunciar) nem do listening (ouvir), cuja prática é ensinada em cursos de idiomas.

No concurso da Rede Sarah, as questões testam a capacidade de o candidato compreender o texto, captar sua mensagem e de conhecer a gramática e o vocabulário para no fim dar a resposta correta.

Dessa maneira, o vocabulário utilizado é mais formal e técnico, recheado de palavras que não são frequentemente trabalhadas no idioma coloquial e assim, até mesmo quem tem fluência na língua acaba, por vezes, não se dando bem na prova.

Estudar a gramática somente não vai ajudar tanto. O foco aqui é outro. Portanto, fazer aulas numa escola de idiomas não é o suficiente, mas, se o candidato seguir algumas dicas de estudo poderá se dar bem, mesmo sem ter domínio do idioma.

Eu vou te mostrar como você pode estudar para essa prova de maneira eficaz e produtiva. Vem comigo!

1.    Expanda seu vocabulário

1. Expanda seu vocabulário

Como assim? Você não acabou de dizer que ter domínio do idioma não irá ajudar tanto? Como que expandir meu vocabulário não será uma grande perda de tempo?

Acalme-se. Você irá expandir seu vocabulário técnico de acordo com a área de conhecimento cobrada no edital.

A dica aqui é:

  • Leia um pouco por dia – revistas acadêmicas, jornais, artigos científicos – textos curtos (não mais que uma página ou uma página e meia);
  • Evite ler textos longos ou livros inteiros;
  • Leia textos de fontes diferentes;
  • Crie um arquivo de vocabulário com palavras que se repitam e que possam ser úteis em leituras futuras.

Caso um texto seja bastante difícil, apesar de curto, procure um texto sobre o mesmo assunto na sua língua materna, isso deve ajudar a compreensão do texto na língua estrangeira.

Para não esquecer as palavras que você aprendeu, use flashcards. É uma maneira divertida de revisar e memorizar o conteúdo.

Para saber dá uma olhada nesse vídeo sobre como fazer seus próprios flashcards:

E não se esqueça! Procure textos sobre a área cobrada no edital. Se a área é medicina, você não vai ler artigos sobre arquitetura, okay?

Você também pode assistir a seriados e filmes que abranja assuntos médicos.

Como, por exemplo, a série Grey’s Anatomy. Você pode assisti-la de diversas formas para ajuda-lo a adquirir vocabulário:

  • Assistir dublado com legendas em inglês OU
  • Assistir na versão original com legenda em português

O importante é anotar as palavras desconhecidas e ir inserindo no seu glossário.

2.    Tenha cuidado com os falsos cognatos

2. Tenha cuidado com os falsos cognatos

Algumas palavras no inglês induzem-nos ao erro porque muitas vezes parecem muito com palavras em português. Chamamos essas palavras de falsos cognatos. Elas possuem grafia muito parecida ao nosso idioma, todavia, significam algo diferente do aparente.

Por exemplo:

  • Actual = real, verdadeiro, que é um falso cognato do português atual = present.
  • Attend = frequentar, e não atender (servir) = wait on, serve.
  • Comprehensive = amplo, extenso, que é um falso cognato de compreensivo = sympathetic. Simpático = nice.
  • Consistent = coerente, constante, e não consistente = solid
  • Deception = ilusão, engano, ardil, e não decepção = disappointment.
  • Disgust = aversão, nojo, náusea, e não desgosto = grief.
  • Editor = redator, que é um falso cognato de editor = publisher.
  • Eventually = finalmente, consequentemente, e não eventualmente = fortuitously.

Foque no estudo dessas palavras baseado na área de conhecimento que você está estudando.

3.    Resolva questões de provas anteriores

3. Resolva questões de provas anteriores

Segundo Edgar Dale, após duas semanas nos lembramos de 90% do que aplicamos na prática.

As provas são diferentes conforme a banca que as realizam. Na internet há algumas provas de concursos anteriores, com o gabarito e resoluções comentadas. Clique aqui e acesse-as.

Realize exercícios de outras provas para ir se adaptando aos tipos de perguntas e conteúdos cobrados no exame, além das pegadinhas que costumam ser feitas.

Apesar de as bancas geralmente não repetirem as perguntas, a estrutura das questões continua a mesma.

Fazer isso, também o ajudará a identificar possíveis erros que, ao longo dos estudos, você pode tomar nota e corrigi-los.

4.    Planeje-se

4. Planeje-se

Com tantos métodos para utilizar você pode ficar perdido. Portanto, organize-se e planeje bem o que você irá fazer em cada dia e cumpra o que estabeleceu.

Não faça tudo num dia só para não ficar lotado de coisas do mesmo assunto, de modo que, o estudo fique pesado. Intercale cada método e, assim, a produtividade será maior.

Na hora da prova da Rede Sarah

Chegou o tão sonhado e, ao mesmo tempo, temido dia da prova. E agora? O que fazer?

Relaxa! Que separei um dia incrível para você no próximo tópico.

Compreensão textual

Na hora da prova da Rede Sarah

A compreensão é o primeiro objetivo quando lemos um texto. Para se obter sucesso nessa tarefa, é importante ler de maneira correta e eficiente de modo a extrair o máximo de informações com o mínimo de distorções.

Falhas de interpretação são comuns na leitura em língua estrangeira, que podem se dever à simples falta de vocabulário ou à falta de desenvolvimento de uma ou mais técnicas de leitura.

Portanto, é necessário estar atento a algumas coisas e aplicar estratégias de leitura durante a prova. As mais conhecidas são: skimming e scanning.

Skimming

Quando queremos depreender o assunto geral de um texto utilizamos o skimming.

Nessa técnica devemos olhar o título, subtítulo, observar os cognatos, figuras, gráficos e quadros para ter uma ideia geral do texto e conseguir determinar a intenção do autor (prediction).

Observando esses pontos você pode inferir a mensagem que o texto quer passar ou deduzir o significado de uma palavra de acordo com o contexto.

É importante atentar-se à informação não-verbal, isto é, toda informação fornecida por meio de figuras, gráficos, tabelas, mapas, etc.

O leitor poderá se concentrar nessas informações a fim de obter dados de que necessita. Se o autor colocou essa informação à disposição é porque ela deve ser observada.

Scanning

Já quando buscamos uma informação específica, concentramos a atenção apenas em identificá-la, ignorando outros detalhes do texto.

No scanning, basta correr rapidamente os olhos pelo texto até localizar a informação desejada.

Olha-se primeiro a questão, identificada a palavra-chave da pergunta passa-se a procurá-la no texto, lendo somente o parágrafo em que ela está, pois, na maioria das vezes a resposta estará nele.

As palavras-chave são imprescindíveis para a compreensão do texto porque se relacionam diretamente com o assunto tratado. Tais palavras são de fácil identificação, pois uma de suas características é a repetição ao longo do texto.

O reconhecimento das palavras-chave nos auxilia a identificar o assunto e construir o significado do texto.

Portanto, devemos sempre procurar identificá-las para facilitar/otimizar a compreensão durante o processo de leitura e nos ajudar a encontrar a resposta correta.

Conclusão

Viu como estudar inglês para concurso pode ser bem diferente do que aprendemos na escola?

Agora, se você quer mais dicas de como se dar bem nas provas de concurso para enfermeiro é só você ficar de olho em tudo o que a gente posta aqui no blog do EnfConcursos.

Aqui você vai encontrar tudo o que precisa para ser aprovado!

Guia Definitivo Rede Sarah

 

Bárbara Rocha Apaixonada por Desenvolvimento Pessoal e Cultura Pop, tem como principal objetivo contribuir com o crescimento das pessoas com informações livres e análise crítica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *