Amamentação, como cai na prova?

1 min read

E aí galera da Enfconcursos!

Eu sou o Edu e estou aqui para fazer um comentário sobre a Questão do Dia postada em nossa fan page. 

Vamos rever a questão?

(Banca: MS Concursos   Cargo: Técnico em Enfermagem  Órgão: Prefeitura de Tanguá-RJ   Ano: 2017) Puérpera chega à unidade referindo estar com “pouco leite” para amamentar seu bebê. O profissional de enfermagem pode orientá-la com algumas medidas uteis para aumentar a produção leite. Sobre isso, considere as alternativas abaixo e assinale a incorreta.

a) Oferecer mamadeira e chupeta

b) Massagear a mama durante as mamadas ou ordenha             

c) Aumentar a frequência das mamadas

d) Melhorar o posicionamento e a pega do bebê          

 

E aí, você sabe a resposta?

Pois bem, vamos analisar juntos baseados em algumas referências:

Atualmente, a chupeta tem sido desaconselhada pela possibilidade de interferir negativamente na duração do aleitamento materno, entre outros motivos. Crianças que chupam chupetas, em geral, são amamentadas com menos freqüência, o que pode comprometer a produção de leite. Embora não haja dúvidas de que o desmame precoce ocorre com mais freqüência entre as crianças que usam chupeta, ainda não são totalmente conhecidos os mecanismos envolvidos nessa associação. É possível que o uso da chupeta seja um sinal de que a mãe está tendo dificuldades na amamentação ou de que tem menor disponibilidade para amamentar. (VICTORA et al., 1997)

Além de interferir no aleitamento materno, o uso de chupeta está associado a uma maior ocorrência de candidíase oral (sapinho), de otite média e de alterações do palato. A comparação de crânios de pessoas que viveram antes da existência dos bicos de borracha com crânios mais modernos sugere o efeito nocivo dos bicos na formação da cavidade oral. (PALMER, 1998)

Então, aqui está o gabarito:

Acertou? Então, agora que você já sabe este assunto, irá gabaritar qualquer questão sobre o tema.

Ótimos estudos galerinha e até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *